terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Há coisa pior que...

...não ter férias de Carnaval;

...acordar cedo para ir para à universidade, a uma revisão de exame, pedir se se podia fazer uma melhoria de nota e o prof ficar estupfacto a olhar porque nunca ninguém lhe tinha pedido tal coisa;

...negar a melhoria;

...ter uma reunião com o chefe do departamento de comunicação para pedir especial favor para nos deixar inscrever a uma disciplina, achamos que só seis não é suficiente, queremos a sétima sff (Sempre sonhei o contrário, uma reunião para baixar o número de cadeiras);

...ter 3 disciplinas seguidas, onde o intervalo é o tempo do prof sair da sala e entrar um novo (esta gente não percebe que confaterizar no bar é um bem essencial a qualquer estudante que se preze?);

...ter 2 cadeiras de audiovisual, onde uma é a introdução (1ºano) e a outra o estado mais avançado possível e imaginário do cinema (4ºano);

...ter 7 turmas diferentes, algumas compostas por seres raros nunca dantes vistos na universidade. Ainda estou para perceber de onde é que sai tanta gente;

...sair cheia de fome da universidade as 18:00h, porque esquece lá ter hora de almoço, passar na padaria a comprar pão e quase ser atropelada, mutilada por seres famintos e velhinhos que não sabem respeitar uma fila;

...o trajecto para casa ser um labirinto de pessoas apresadas que não percebem o que quer dizer a palavra "desviar-se";

...

Mas finalmente chega-se a CASA!

8 comentários:

Dreama disse...

Ontem defenitivamente os habitantes desta cidade andavam doidos... Até os carros se queriam atropelar a eles próprios!!! Que trauma... Realmente se os rapazinhos giros existem igualmente existem visões do inferno... Recentemente descobrimos uma gaja com um coração enorme no braço tatuado, daqueles à camionista no qual eu acredito que está escrito em Catalão "Amor de Mãe Angola 1969!".

elsies disse...

eu dou-te mais algumas então:

-trabalhar aos fins-de-semana...
-aturar políticos durante horas...
-fazer quilómetros de viagem para ir buscar notícias de chacha...
-pior: não haver notícias, nem de chacha!
-esperar horas a fio pelos senhores secretários de estado, ministros, paulinhos das feiras, que se lembram de vir aqui à terra (para não dizer nada de jeito)...
-estar a editar e tocarem telemóveis no estúdio em grande estilo!
-aturar pessoas que pensam que não temos mais nada pra fazer e marcam conferências para a noite (grrr)...
-ter que esperar um dia todo para sacar uma notícia de quem tem realmente algo importante para dizer...
-ter que conviver com aquela impressora que me tira do sério e já me deixou mal tantas vezes...
-ir para aquele momento prazeirozo que é ir tirar café da máquina, e o café sair sem açúcar ou sem colher...
-fazer verdadeiras sessões de boxe com a máquina dos sumos e afins, porque é uma gatuna que só rapina dinheiro ao pessoal...
-susteres uma enorme vontade de rir enquanto estás a editar porque os teus colegas andam aos berros no corredor...
-ligarem-nos depois do trabalho porque há um prédio a arder não sei onde, mas depois afinal o prédio não está a rder (e há alguém que deve andar nas drogas!)...
-sair da rádio num domingo às nove da noite e pensar "boa! daqui a dez horas tou cá outra vez!"...

e pronto, foi as que me lembrei agora, mas o importante é estarmos felizes, mesmo todos podres!
Rotinhos mas felizes :D
E assim se vai vivendo um dia de cada vez...

***

elsies disse...

ah esqueci-me de uma das piores:
-ter que acordar bem cedo, pra estar no ar às oito da manhã bem fresquinha!
wiii viva a república xD

Vipy disse...

Oh menina mas isso é o que sempre sonhas-te fazer! Pronto tirando as noticias de chacha vá, mas pronto aposto que elas ja te proporcionaram uma boa risada.

C'D' disse...

E esta é a parte que eu digo: QUE INVEJA ELSAAAA!

lol :P

Silverboy disse...

- Ter aulas até às 20H
- Não ter net em casa

GiSeLa disse...

A minha vez:

Estar farta desta merda toda (traduzindo kero fazer algo de útil na vida)...

jonesforever disse...

Bem, já vi razões suficientes para levar as pessoas a loucura, por isso, não vou dizer mais!